12 palavras que não significam aquilo que você pensa

Louise Oliveira
Louise Oliveira
Professora de Português
Publicado em

Quem nunca usou uma palavra querendo dizer uma coisa, mas, na verdade, era outra? Existem motivos para isso: palavras com significados diferentes, mas pronúncia igual ou parecida, conhecimento baseado no senso comum... E a lista não para por aí. Veja alguns exemplos que podem surpreender você.

Micróbio

1. Micróbio

Geralmente associamos o significado dessa palavra a um ser vivo microscópico que transmite doenças. Mas micróbio também é todo ser vivo microscópico, composto de uma única célula, dentre eles bactérias, protozoários, fungos etc. Assim como existem micróbios ruins, existem os “bons”, que desempenham importantes funções para a nossa vida.

2. Geminado

Significa duplicado, dobrado: comprei uma casa geminada. Sim, sem o R. Não confunda com germinado, do verbo germinar (brotar, originar).

3. Concelho

Essa palavra é usada como sinônimo de município. Tem uso mais comum em Portugal: o concelho de Lisboa é conhecido pela sua rica história e cultura. Conselho, com S, carrega outros significados, sendo o mais frequente o de recomendação.

4. Eminente

Está relacionado com algo superior, que se sobressai: o cientista é uma figura eminente na comunidade acadêmica. Se você quiser se referir a algo muito próximo de acontecer, diga iminente, com i: perigo iminente, evento iminente.

5. Infligir

Significa aplicar uma pena, um castigo: a juíza infligiu uma punição ao condenado. Uma palavra muito semelhante carrega a ideia de transgredir uma norma: infringir, com R.

6. Descriminar

É o mesmo que retirar a culpa: a investigação ajudou a descriminar o funcionário. Para se referir ao ato de tratar injustamente uma pessoa, use discriminar, com i.

7. Estulto

Parece até um elogio! Mas é uma característica de algo ou alguém tolo, com falta de bom senso: ele se arrependeu de suas ações estultas. Não confunda com astuto (esperto).

8. Abastardo

Escrito assim, o termo é uma forma do verbo abastardar (eu abastardo), com a ideia de corromper. Já abastado, sem o R, aparece em frases como “ele é feliz e abastado” (farto, que possui muitos bens).

9. Coser

Coser, com S, é o mesmo que costurar: minha avó costumava coser à mão lindos bordados nos lençóis. Já cozer, com Z, significa cozinhar.

10. Mavioso

Mavioso é algo doce, carinhoso: o mavioso nome de Iracema. Já mafioso é bem diferente...

11. Respigar

Significa recolher as espigas que sobram no campo depois da colheita: os agricultores costumavam respigar os grãos. Por sua vez, respingar tem o sentido de lançar pingos.

12. Emergir

Fazer aparecer, surgir: as bolhas começaram a emergir à superfície da água fervente. Para o significado de mergulhar e afundar, usamos o termo imergir.

2 expressões com significados diferentes do que você pode imaginar

Ir de encontro a

Indica o ato de ir no sentido contrário (contra): sua afirmação vai de encontro aos nossos ideais, portanto não podemos concordar com ela.

Se você quer indicar concordância, use “ir ao encontro de”: seu comprometimento vai ao encontro das minhas expectativas e fico feliz por isso.

Natureza morta

Relacionada à pintura, essa expressão está mais ligada à ideia de natureza morta porque é imóvel. Ou seja: estática, sem movimento, e, portanto, inanimada. Inclusive, no inglês, o termo é traduzido como “still life”, e não “dead nature”.

Os girassóis de Van Gogh
Os girassóis de Van Gogh são exemplo de natureza morta

Dicas para evitar interpretações incorretas e aumentar o vocabulário

Conheça mais as palavras homônimas e parônimas.

Homônimos são palavras com significados diferentes e mesma pronúncia. Exemplo: coser e cozer.

Parônimos são palavras que também possuem significados diferentes, mas pronúncia semelhante. Exemplo: emergir e imergir.

Leia diferentes tipos de texto.

A leitura amplia a nossa visão de mundo e o nosso repertório. Quando temos uma leitura variada, esse ganho é ainda mais perceptível.

Analise o contexto em que as palavras se encontram.

Assim como acontece quando estamos aprendendo uma língua estrangeira, atentar-se ao contexto em que as palavras são usadas na nossa língua materna também é fundamental.

Quer mais curiosidades? Conheça também:

Louise Oliveira
Louise Oliveira
Graduada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é professora de Língua Portuguesa, autora de materiais didáticos e revisora de textos. Apaixonada pela escrita e pelo ensino de língua materna, produz conteúdos educacionais desde 2009 e carrega o propósito de levar educação de qualidade a todos.

Veja também